Segundo informação divulgada pelo site norte-americano Wired, senhas de 21 milhões de emails e mais de 772  milhões de endereços de emails únicos foram vazadas na internet.

 

A ação foi descoberta pelo pesquisador de segurança Troy Hunt, criador do site Have I Been Pwned, que identifica e-mails ou senhas acessadas por hackers.

 

Hunt identificou o vazamento após encontrar uma pasta chamada Colletion #1, armazenada na nuvem. Nela, estavam mais de 12 mil arquivos que juntos pesavam 87 gigabytes. Estima-se que mais de 2 mil banco de dados que armazenavam e-mails e senhas foram acessados. Em entrevista, Hunt comentou o caso. “Parece apenas uma coleção completamente aleatória de sites para maximizar o número de credenciais disponíveis para os hackers. Não há padrões óbvios, apenas uma grande exposição de dados”.

O que pode ser feito com o vazamento ?

 

Segundo especialistas ouvidos pelo jornal O Estado de S. Paulo, as informações coletadas podem ser usadas em combinações de e-mails e senhas em determinados sites e serviços. O que atinge, sobretudo, usuários que reutilizam senhas em vários cadastros na internet.

 

Como saber se meus dados foram hackeados ?

 

Pela ferramenta disponibilizada pelo pesquisador que, de forma prática, indica se sua conta foi afetada. O processo é simples: basta informar seu email e descobrir se já foi violado.

 

Além disso, o site mostra se seu endereço já foi afetado anteriormente. Por isso, recomenda-se trocar as senhas das contas caso tenham sido listadas pela ferramenta.

 

Fonte: Catraca Livre.


Obs: As informações acima são de total responsabilidade da Fonte declarada. Não foram produzidas pelo Instituto Pinheiro, e estão publicadas apenas para o conhecimento do público. Não nos responsabilizamos pelo mau uso das informações aqui contidas.